31 de mai de 2009

Confiança.

Um mês... Tanta coisa pode acontecer em um mês inteiro. "Viva a vida intensamente, como se fosse o último dia." Quem nunca ouviu essa frase? Ou pelo menos uma semelhante? Viver intensamente... é como eu tenho tentado agir. Pessoas importantes, momentos importantes. Oportunidades. Creio que são as representações do "viver intensamente". Pois é, eu definitivamente estou vivendo dessa maneira.

Eu sempre acreditei ser alguém que confia. Essa é uma realidade parcial, porque apesar de falar e compartilhar meus sentimentos muito fácil, não consigo confiar totalmente, expressar-me totalmente. Tenho medo. Temos que confiar, sim. Acreditar também. Mas as pessoas são tão más e muitas vezes tão mal intencionadas, que sentimos medo. Elas machucam, humilham e torturam. Apesar dessa certeza, eu continuo tentando confiar, tentando acreditar e há indivíduos que, como eu, também o fazem.

Se alguém já se perguntou se Deus existe, eu posso confirmar que sim. Minha fé é falha, ainda está em processo de formação. Mas eu creio Nele. Ele enviou-me alguém especial, importante. Anjo sempre me ensina coisas e, se sou quem sou, se um dia serei grandiosa, a culpa é praticamente toda dele. Ele surgiu inesperadamente na minha vida, conviveu comigo por tanto tempo e eu simplismente não fui capaz notá-lo. Hoje, eu o noto. Hoje, eu aprendi a viver. Hoje, eu sei que devemos confiar. Aceitar os ensinamentos que nos são transmitidos, nos torna seres melhores.
Muito do "viver intensamente" encontra-se aí, em aceitar os ensinamentos que Deus nos envia por meio de mensageiros. Anjo é meu mensageiro. Se tenho Deus em minha vida, é graças a ele. E por ter Deus na minha vida, eu sou capaz de verdadeiramente viver. Anjo é sempre sincero, sempre diz que eu posso ser uma pessoa melhor. "Perdoe, tente ser uma boa menina, ame, confie; um dia, todos que te machucaram vão perdir perdão e você sentir-se-á a pessoa mais agraciada e feliz do mundo. Faça-o pelo bem e pra ser alguém melhor, não por interesse. Faça-o por amor." Sinceramente, só de fazer o bem, eu já me sinto assim. Creio que pedir mais seria abuso. O caminho de Deus é o mais difícil, o mais doloroso, o que exige maior perseverança e força, mas, sem dúvidas, é o que traz mais alegria.

A confiança é algo muito difícil de se ganhar, porém com uma única palavra é possível que ela se perca para sempre. Isso é errado. Somos todos humanos, cometemos erros da mesma maneira. É difícil ir contra o próprio orgulho, contra o medo, mas não é impossível. Todos merecem uma segunda chance. Devemos confiar, devemos acreditar, devemos ter esperança, devemos ter fé.
Anjo ensinou-me não só a confiar em outros, como também a confiar em mim mesma. Dedico este post a ele, sabendo que ele não o lerá. Sobre ele deposito minha confiança, minha admiração, meu companheirismo e meu amor. Estarei aqui por ele, sempre.

Eu desejo do fundo do meu coração, que todos aqueles que lerem minha mensagem, e também os que não lerem sejam abençoados com seus próprios anjos, e que aprendam a ter fé.



Ao som de: Heart of a King, Nick Glennie-Smith.




João 15, 9-17 =)

22 de mai de 2009

Camélia.

Alguém alguma vez já parou para pensar no significado das coisas? Não no literal, concreto. Falo do subjetivo, idealizado. Por que algo tem determinado significado? O que significa determinada coisa?

Hoje foi um dia estranho, muitas lembranças passaram pela minha cabeça. Creio que pelo desencontro desastroso que tive e pela conhecida irritação que queimou minhas veias. Lembranças sempre trazem Nostalgia e esta, ávida por companhia, traz consigo a Dor e a Solidão. Todas as vezes que a saudade abate o meu ser sem dúvida alguma a solidão me domina com a mesma intensidade. Quando existe a distância, é difícil e, muitas vezes, impossível evitar sentir-se uma samambaia em um oceano de lírios, sim é cômico, ou não. Se você encontra-se longe de coisas queridas e importantes, entende perfeitamente o que acabo de dizer. Não há nada mais doloroso do que querer estar em um lugar e não ser capaz, não há nada mais frustrante do que pensar que a culpa é sua de não estar neste lugar.
O ano de 2008 foi um ano de falhas para mim. Falhei como companheira, como amiga, como estudante, como pessoa. Deixei meu sonho escapar. Em compensação, o amadurecimento foi surgindo lentamente...sorrateiramente. O ano de 2009, que se iniciou de maneira assustadora, mostra-se como um ano de esperanças, possíveis realizações, mais amadurecimento e de força.

Voltando aos significados, compartilho aqui um que me foi ensinado hoje mesmo. O que significa comparar alguém a uma camélia? Perguntei a um amigo que pseudônimo deveria usar neste blog e ele me respondeu "Camélia". Fiquei abismada. Por que raios "Camélia"? A resposta que ele me deu foi esta: "É uma flor que não tem cheiro, ai você não percebe que ela já desabrochou"; "Eu só falei isso, porque apenas agora eu me dei conta de que você mudou"; "Eu estava vendo um anime que tinha uma menina que se chamava Tsubaki (flor de camélia), ai ela era mó merda, mas do nada ela ficou gata e forte. Então um cara falou: 'As flores de camélia são assim, você nem percebe quando elas desabrocham'. Ai eu pensei: 'Isso aconteceu com a Marcela'." Então resolvi perguntar se ele me achava uma merda antes e a resposta foi: "O que eu quis dizer é que você era uma criança e agora não é mais."
Creio que são nessas horas, quando pessoas próximas reconhecem nosso crescimento, que nos damos conta de que mudamos para melhor.

Se há Nostalgia, há Amor. Se há Amor, há um lugar para voltar. Mesmo assim, não sei se considero aquela uma emoção saudável. Algo que traz dor, pode ser visto como tal? Talvez sim, talvez não. Emoções são complexos desconexos e sem explicação, contudo a Nostalgia é sempre igual: atroz, voraz e avassaladora.


Ao som de: Rose, James Horner.





"Sorte de hoje: Ninguém pode voltar e criar um novo início, mas todo mundo pode começar hoje e criar um novo final."
Sim, o orkut está se superando.