6 de fev de 2010

Reprovada. (?)

É excesso de decepção, me faz querer rir. Eu sei que sou boa, mas não tenho garra pra lutar por uma pública de medicina, e isso é irritante. Eu nunca quis uma faculdade específica. A parada sempre foi ser médica, mas uma pública caía melhor no bolso. Saber que eu não passei, é doloroso. Saber que o seu esforço não foi o suficiente, é como uma humilhação. Vestibular é um saco. Enem é um saco em dobro. Eu não devia me chatear tanto, afinal, segunda começa definitivamente o ciclo que fará de mim uma médica. E isso também me deixa feliz. Meus sentimentos são sempre paradoxos ambulantes. E de qualquer forma, como me foi dito por alguém especial, "quando eu vou no médico eu não pergunto: ei, deixa eu ver se o seu diploma é de uma federal!" O hospital sim, vai querer saber, convenhamos. Mas tudo bem. O que define um médico não é a faculdade e sim, sua habilidade e paixão. E eu me sinto abençoada de poder ser parte de uma missão tão linda quanto a da medicina. No final das contas, eu vou ser o melhor que puder, em qualquer faculdade. Meu amor pela profissão vai ser mais do que um guia. Eu podia tentar de novo, perder mais um ano esperando por uma pública. Ainda assim, que garantia eu teria de que iria conseguir? Chega de esperar. Meu sonho clama pelo meu corpo e pela minha alma. Eu não desisti da faculdade pública, porque nunca almejei, de fato, uma vaga. Simplesmente deixei pra lá. Orgulho-me de mim mesma por ter sido capaz de ser forte o suficiente pra aguentar a decepção. Orgulho-me por ser capaz de seguir em frente. Posso até sentir a felicidade batendo na minha porta... ;D




Esse post é especialmente pro meu Grande Amor Floral, Sumire, que me aguentou por quase três horas no telefone, chorando, rindo, chorando+rindo e dando agudos de quebrar vidro. E também pro Carlinhos, que conversou comigo e me fez sentir melhor. Amo vocês. :D

2 comentários:

  1. Não há nada pra se envergonhar aqui. Chegar aonde você chegou é motivo de orgulho apenas. O ano passado foi um dos piores anos da minha vida, e creio que da sua também. Nós passamos por ele mesmo assim - portanto, vencemos. A faculdade, pública ou particular, não vai mudar as nossas intenções enquanto profissionais, e eu tenho certeza que você será A médica.
    Afinal de contas, você merece! E eu também :D
    Um brinde à nossa amizade amada, que a nossa vida "comece", de fato.

    ResponderExcluir
  2. Ah, esqueci da frase básica!
    "My life would suck without you!" :D

    ResponderExcluir